Vaga para Assessor De Género

Ticker

6/recent/ticker-posts

Vaga para Assessor De Género


O Ipas Moçambique pretende contratar para o seu quadro de pessoal um (1) Assessor de Género (M/F), para provincia da Nampula.

Contexto

No âmbito da implementação das actividades, pretende recrutar e contractar imediatamente, um(a) Assessor de Género, baseado na província de Nampula, que terá como principais responsabilidades, garantir a integração das abordagens específicas de género em todas as actividades implementadas pelo Ipas e pelos parceiros assistidos tecnicamente e beneficiários e orientar estrategicamente a implementação baseada em uma análise de gênero de SDSR e Cuidados Completos de Aborto. Fornece assistência para inovação técnica, lições aprendidas e boas práticas entre equipas regionais/nacionais, pessoal técnico em toda a organização e externamente para o campo. Esta posição também lidera os esforços de envolvimento da comunidade e redução das normas sociais nocivas tendo em conta as questões de género e participa no desenvolvimento de propostas de projetos, desenvolvimento de planos regionais e nacionais e garantir que as actividades planeadas do projeto são implementadas obedecendo os padrões definidos a nível Nacional.

Responsabilidades

Baseado(a) na província de Nampula, sob supervisão directa do(a) Gestor(a) Nacional de Programas, o(a) Assessor(a) de Género irá desenvolver as seguintes tarefas e responsabilidades:

  • Liderar a concepção e implementação da estratégia e planos do Empoderamento de Género e Violência Baseada no Género a nível do programa do país e outros
 stakeholders;
  • Assegurar que as questões de género sejam integradas nos objectivos estratégicos do projectos, quadros de resultados, planos de trabalho anuais, e que os objectivos e metas de Saúde Sexual e Reprodutiva e Aborto Seguro  sejam bem integrados no contexto mais amplo do género;
  • Apoiar o pessoal e os parceiros a integrar o género na programação ao longo de todo o ciclo do projecto, incluindo a implementação de abordagens, ferramentas e recursos sobre a integração do Género nos sistemas de Governação, reforço institucional e intervenções de expansão de acesso a serviços de Saúde Sexual e reprodutiva e de Aborto Seguro ;
  • Assessorar na condução de análises e estudos qualitativos e quantitativos do género para compreender questões relacionadas com o género que afectam mulheres, homens, raparigas e rapazes no acesso  a serviços de Saúde Sexual e reprodutiva e de Aborto Seguro para propor soluções que incluam a forma como os homens podem fazer parte da realização da igualdade do género e a redução das disparidades de género;
  • Promover a análise de dados e sintetiza informação sobre questões de género no acesso à  serviços de Saúde Sexual e reprodutiva e de Aborto Seguro incluindo as melhores práticas e tendências emergentes;
  • Desenvolver agendas e conteúdos de workshops sobre Empoderamento de Género e Violência Baseada no Género, e facilita-os ao pessoal e parceiros;
  • Apoiar a equipa do programa e a equipa de M&E na concepção e revisão do quadro de resultados de acordo com a análise de género e os princípios de sensibilidade ao género, bem como incorporar indicadores desagregados por género em todas as secções/componentes do programa
  • Elaborar e rever documentos (relatórios, planos de acção e produtos de comunicação) com uma perspectiva de género.
  • Contribuir para a o desenvolvimento, disseminação e implementação de normas e directrizes nacionais e materiais formativos sobre serviços de Saúde Sexual reprodutiva, Violência Baseada no Género, interseção entre SSR e Mudanças climáticas, contracepção e Aborto, e violência Baseada no Género;
  • Representar Ipas nas reuniões provinciais de coordenação e ocasionalmente a nível nacional sempre que necessário devendo garantir a integração da abordagem de género e apresentar o impacto do trabalho do IPAS nas províncias de intervenção.
  • Planificar e organizar avaliações de contexto de género da província e identificar necessidade de capacitação para fortalecimento do programa abrangentes na perspectiva de género, violência baseada no género, e DSSR incluindo suporte programático para melhoria da cadeia logística de medicamentos essenciais e monitoria e avaliação dos principais indicadores do programa com vista a melhoria da prestação de serviços de assistência as vítimas de Violência Baseada no Género;
  • Garantir fortalecimento dos Centros de Atendimentos Integrados para as vítimas de VBG e assegurar que as abordagens, intervenções e os serviços são prestados obedecendo os padrões de qualidade e manter uma relação de mentoria para garantir que as melhores práticas estão a ser implementadas para melhorar o desempenho.
  • Requisitos

    Competências e Experiência

    • Profundos conhecimentos, experiência e competências de género requeridos;
    • Fluência em Português e Inglês;
    • Capacidade comprovada de liderar e motivar equipas e criar um ambiente de trabalho positivo, incluindo através de supervisão solidária, comunicação forte, abordagens de liderança não hierárquica, e modelação dos valores fundamentais do IPAS;
    • Capacidade e empenho na boa gestão dos fundos, incluindo fortes competências no planeamento do trabalho, orçamentação, Monitoração financeira e resolução de problemas orientados para os dados;
    • Capacidade de guardar sigilo profissional e alto sentido de responsabilidade;
    • Capacidade comprovada de construir relações de trabalho positivas com diversas equipas internas e parceiros externos.

    Educação

    • Licenciatura em ciências humanas, sociais e áreas afins (Sociologia, Antropologia, Psicologia, Saúde Pública);
    • Qualificação pós-graduada em género e diversidade ou áreas afins é uma vantagem.

    Experiência

    • 5-7 anos de experiência na implementação de Projectos na integração da perspectiva de género e ao trabalho da diversidade;
    • Experiência de trabalho em contextos de baixos recursos, com conhecimento específico de formação, desenvolvimento curricular de programas na componente de género e violência baseada no Género;
    • Compreensão geral da perspectiva de género em Moçambique;
    • Excelentes habilidades escritas e faladas em inglês necessário;
    • Fortes habilidades de escrita e edição;
    • Habilidades de software de computador Strong (especialmente na plataforma Microsoft).

    Qualificações preferenciais

    • Especialista de género, desenvolvimento internacional ou área conexa;
    • Experiência de trabalho a nível distrital;
    • Experiência de realização de formação e avaliações;
    • Experiência de trabalho com projectos no âmbito de Saúde Sexual e Reprodutiva;
    • Experiência a trabalhar numa organização sem fins lucrativos;
    • Formação ou experiência de gestão;
  • Competências de conceção e gestão de projetos.
  • Ambiente de trabalho

    • Capacidade de viajar até 40% internamente.

    Exigências

    • Carta de Manifestação de Interesse;
    • Curriculum Vitae (Incluir 3 referências profissionais) e, se possível, certificados de
      trabalho.

    Nota: Os candidatos interessados devem apresentar as propostas em documentos separados ou únicos, em formato PDF. Apenas candidatos préselecionadas serão contactados. Todas candidaturas a serem enviadas, devem indicar no assunto de email “Ipas Candidatura – Assessor de Género”.

    Sobre a Empresa

    Ipas Moçambique é uma organização nãogovernamental, sem fins lucrativos, com a Sede em Maputo e escritórios provinciais em Nampula, Zambézia, onde desenvolve em parceria com o Ministério da Saúde actividades de promoção, melhoria e prestação dos serviços de Saúde Sexual e Reprodutiva, Serviços Compreensivos de Aborto Seguro, Contracepção e Violência Baseada no Género.

    Processo de Candidatura

    Email: procurementMZ@ipas.org com cópia para MatineJ@ipas.org

    • Data de validade: Outubro 31, 2022
    • Localização: