Vaga para Consultor para elaboração de um estudo sobre o estado actual da situação da Uniões Prematuras e o seu impacto na vida social das meninas

Ticker

6/recent/ticker-posts

Vaga para Consultor para elaboração de um estudo sobre o estado actual da situação da Uniões Prematuras e o seu impacto na vida social das meninas


A AMODEFA pretende contratar um (1) Consultor (M/F) para elaboração de um estudo sobre o estado actual da situação da Uniões Prematuras e o seu impacto na vida social das meninas.

Introdução

A AMODEFA – Associação Moçambicana para o Desenvolvimento da Família é uma organização sem fins lucrativos cuja missão é liderar, advogar e assegurar os direitos e acesso aos serviços sexuais e reprodutivos integrados e de qualidade de forma inclusiva, em especial para adolescentes e jovens, numa abordagem baseada nos direitos. Fundada em 1989, com mais de 33 anos de existência, a AMODEFA é líder na abordagem sobre Saúde Sexual e Reprodutiva e actualmente preside o Secretariado Executivo da Coligação para a Eliminação das uniões forçadas – CECAP.

Neste âmbito e no quadro das suas quatro prioridades estratégicas a AMODEFA pretende Desenvolver pesquisas  sobre o estado atual da situação da UPS e o seu impacto na vida social das Raparigas na Província de Provincia.

Moçambique é um dos países com uma alta taxa de casamentos prematuros, da região da África Subsaariana, facto este que tem contribuindo significativamente para altas taxas de gravidez precoce, sendo que até 2015 cerca de 14% de mulheres entre 15-19 anos engravidaram antes dos 15 anos e 44% antes dos 17 anos, dada alta taxa de fecundidade (5%), contudo a média anual de mortalidade materno-infantil (66%) era duas vezes maior do que o número de nascimentos por ano, 38% (IMASIDA, 2015, INDEX Mundi, 2018).

As diferenças culturais entre as regiões em Moçambique, contribuem significativamente para existência de diferentes manifestações de casamentos prematuros, de tal forma que enquanto no Norte observam-se situações de casamentos prematuros de natureza forçada e que culminam numa gravidez precoce e indesejada, no Sul os adolescentes e jovens unem-se devido a ocorrência da gravidez precoce, e nalgumas situações deliberadamente. Assim sendo Maputo-Cidade e Maputo-Província apresentam os menores índices de gravidez precoce, 18% e 26%, este facto pode estar relacionado à cobertura e acesso aos serviços de saúde relacionados ao planeamento familiar nestas províncias e a facilidade em realizar um aborto inseguro nas zonas urbanas comparativamente as zonas rurais (IMASIDA, 2015).

Objectivos da Pesquisa

O objectivo desta pesquisa, é de realizar um Estudo sobre o estado atual da situação da UPS e o seu impacto na vida social das meninas nas provincia de  Maputo Provincia.

Especificamente:

  • Listar as causas das uniões prematuras na perspectiva social, financeira e económica;
  • Avaliar o impacto das uniões prematuras na vida das meninas  observando os factores educação, saúde e nutrição;
  • Analisar a eficácia e eficiência das respostas institucionais dos sectores público e privado (organizações da sociedade civil) à problemática das uniões prematuras;
  • Elaborar um conjunto de recomendações gerais e específicas para actores relevantes no combate às uniões prematuras em Moçambique.

Resultados Esperados

Espera-se com o Estudo compreender  a atual situação das Ups, o seu impacto  na vida social das raparigas entre 14 a 17 anos de idade, bem como a observancia do respeito e o cumprimento dos Direitos da Criança pelos detentores de deveres.

O Relatório deve apresentar amostras desagregando idades, por tabelas e ou dados ilustrativos e trazer uma comparação entre a informação oficial e as evidências das constactações no terreno.

Metodologia

Além das metodologias a serem propostas pelo consultor, o processo da elaboração dos instrumentos de pesquisa deverão ser feitos de forma participativa, envolvendo os Oficiais de Advocacia e Juventude, de forma a assegurar que os principais resultados esperados são tratados.

Espera-se que a condução da pesquisa sobre o estado atual da situação da UPs e o seu impacto na vida social das meninas considere:

  • Uma abordagem participativa, activa e colaborativa de todos os actores relevantes ao processo;
  • Consultar os documentos existens sobre UPs;
  • Orientar uma sessão  de apresentação dos resultados da pesquisa ao pessoal da AMODEFA.

Perfil do consultor

O/a consultor/a deve reunir as seguintes habilidades e características:

  • No mínimo, grau de Licenciatura em Sociologia, Estatistica, Saúde Pública, ou outras áreas afins;
  • Excelente capacidade analítica e de redação;
  • Ter conhecimentos nas áreas de Direitos de Saúde Sexual e Reprodutiva (DSSR), ITSs, HIV e Sida e Género, é primordial;
  • Capacidade de trabalhar de forma independente e criativa;
  • Boa capacidade de comunicação e relacionamento interpessoal;
  • Ser flexível, proactivo e com disponibilidade imediata.

Prazos

O tempo  de realização da Consultoria e apresentação do relatório respectivo é de trinta (30) dias.

Exigências

  • Curriculum Vitae;

Nota: Todos os candidatos  deverão enviar as suas propostas técnica e financeira acompanhadas de: Cronograma de actividades, incluindo as deslocações para as Provincias em referência.

Processo de candidatura

Email: candidaturas@amodefa.org.mz

Validade: 15/08/2022

Local: Maputo

Níveis: Licenciatura

Regime: Temporário