Vaga para Assessor Técnico de Emrgência Baseada na DPS (m/f)

Ticker

6/recent/ticker-posts

Vaga para Assessor Técnico de Emrgência Baseada na DPS (m/f)

Vaga para Assessor Técnico de Emrgência Baseada na DPS (m/f)
 

A Fundação Ariel Glaser está a recrutar um Assessor Técnico de Emrgência Baseada na DPS (m/f), para Pemba, em Moçambique.

Descrição
  • O Assessor técnico para emergências humanitárias e coordenador das actividades relacionadas as pessoas deslocadas internas, é responsável ao nível da SPS/DPS pela gestão e coordenação do projecto para garantir a continuidade de serviços de HIV, SMI/PTV, GBV, TB e Saúde Mental. Em colaboração com as agencias das Nações Unidas e outros parceiros terá um papel fundamental de liderança e coordenação no âmbito do Health cluster da província e de fornecer assistência técnica contínua as equipas dos programas de HIV, SMI/PTV, GBV, TB e Saúde Mental. Deverá transmitir habilidades para intervenções baseadas nas respostas as evidências no contexto de emergência e pós emergência
  • Esta posição é também responsável, em coordenação com a direção técnica da fundação Ariel e SPS/DPS e os pontos focais do CDC do CoAG para o SPS/DPS, pela planificação e gestão de recursos alocados no programa de emergência (Humanos, materiais, consumíveis e equipamento diverso) administrando-os de forma eficiente, salvaguardando uma implementação efectiva das actividades inscritas na resposta a crise humanitária
  • Deverá estabelecer uma relação de coordenação cordial e profícua com as diferentes áreas programáticas a nível da SPS/DPS, parceiros, CBOs e FBOs de forma a assegurar uma gestão eficiente, continuada e integrada do programa de HIV/SIDA (aconselhamento e testagem, apoio psicossocial, prevenção de transmissão vertical, cuidados e tratamento pediátricos e do adulto), integrado nos outros programas, de acordo com as estratégias, políticas, procedimentos, normas, directrizes e os padrões de qualidade do MISAU, nas Unidades Sanitárias e nas Comunidades
  • O Assessor técnico para emergência é supervisionado e trabalha estreitamente com o Medico Chefe Provincial e Directora Provincial Adjunta e Director Técnico Provincial da Ariel e colabora com a equipa do CDC (PALS e especialistas do CoAg SPS/DPS do CDC), os parceiros e o Assessor clínico do projecto de emergência da Ariel
Funções
  • Organizar e participar nas reuniões de coordenação entre as diferentes áreas programáticas a nível da SPS/DPS, CDC, UN, parceiros clínicos e comunitários chaves que trabalham no contexto de emergência humanitária e facilitar a produção de relatórios e planos de melhoria
  • É membro do Cluster de saúde para emergência, colabora com SPS/DPS na orientação, implementação e monitoria regular das brigadas moveis alinhada com as necessidades da população no distritos alvo
  • Coordena a implementação das atividades Comunitárias no âmbito de emergências, de forma a criar sinergias para apoiar a continuidade de serviços clínicos de HIV de qualidade (aconselhamento e testagem, apoio psicossocial, prevenção de transmissão vertical/SMI, cuidados e tratamento pediátricos e do adulto, GBV)
  • Trabalha em estreita colaboração com a equipa Provincial e distrital da ARIEL, da OIM e dos outros parceiros incluindo os recipientes dos Sub-acordos da Ariel, no contexto da zona de risco e conflitos na Província, por forma a assegurarem a oferta de serviços de HIV, SMI/PTV, GBV, TB e Saúde Mental de Qualidade
  • Organiza encontros com os parceiros para apresentação da execução dos planos de resposta a emergência para avaliação do nível de progresso, identificação de lacunas e discussão de soluções para o alcance das actividades planificadas
  • Em colaboração com os lideres das equipas da Ariel, deverá garantir encontros de balanço trimestral das actividades entre SPS/DPS, representantes dos SDSMAS dos distritos alvo, parceiros clínicos e comunitários, para análise e discussão dos indicadores prioritários definidos para o contexto do programa de emergências e apoiar no desenvolvimento de um plano compreensivo de melhoria da qualidade de dados e de desempenho
  • Acompanha a equipa da SPS/DPS nas visitas de supervisão aos campos de deslocados e dos distritos alvo com regularidade e compativelmente com as actividades prioritárias de coordenação
Requisitos
  • Médico ou superior em Saúde Pública com pelo menos 5 anos de experiência de trabalho e gestão de programas de HIV/SIDA (preferencialmente em contextos de conflitos armados e desastres naturais)
  • Ter Mestrado em Saúde Pública será uma vantagem
  • Ter trabalhado na oferta de serviços de saúde em contexto de zonas de risco ou emergência será uma vantagem
  • De preferência nacionalidade moçambicana
  • Conhecimento das políticas do Ministério de Saúde de Moçambique, incluindo a estrutura política e de gestão a nível nacional e provincial
  • Habilidades, conhecimentos e mínimo de 2 anos na gestão de programas incluindo capacitação de recursos humanos e institucional (preferivelmente no contexto de zonas de conflitos armados)
  • Experiência clínica e excelente conhecimento de prevenção e cuidados e tratamento compreensivos para mulheres gravidas e lactantes, crianças expostas e infetadas, adolescentes e adultos infectados com o HIV incluindo os Modelos Diferenciados de saúde na unidade sanitária e comunidade no contexto das zonas de conflitos armados. Adicionalmente, conhecimento do programa de violência baseado no género , nutrição e saúde mental
  • Conhecimentos básicos de gestão, procurement e processos contabilísticos
  • Habilidades e conhecimento no uso de ferramentas de avaliação e melhoria de qualidade dos cuidados
  • Excelentes habilidades de negociação, comunicação oral e escrita
  • Fluente em Português falado e escrito e bom conhecimento da língua inglesa
  • Capacidade de trabalhar sob pressão de forma independentemente, ser pró-activo, auto-motivado, e de relacionar se numa equipa multidisciplinar
  • Bons conhecimentos de aplicações de Microsoft Office (Excel, Word, PowerPoint e Outlook)
Notas
  • Apenas candidatos pré-seleccionados serão contactados
  • Na Fundação Ariel as vagas não se pagam! Os recrutamentos são conduzidos observando estritamente os princípios de ética, integridade e transparência. A Fundação recomenda e encoraja vivamente a denúncia imediata de quaisquer actos contrários a estes princípios através dos seguintes números +258 84 839 8906 ou +258 84 839 8915
Como se Candidatar