Vaga para Assistentes De Desenvolvimento Comunitário

Ticker

6/recent/ticker-posts

Vaga para Assistentes De Desenvolvimento Comunitário

 

Assistentes De Desenvolvimento Comunitário

A Save the Children International (SCI), uma organização humanitária sem fins lucrativos com seu enfoque virado ao bem-estar da criança, pretende recrutar para o seu quadro de pessoal três (3) Assistentes de Desenvolvimento Comunitário para o Projecto She Belongs In School – Ela Pertence à Escola baseados em: (1) Memba; (1) Eráti e (1) Nacarôa NP-VG 25/2021.

Propósito

O titular deste posto é responsável por assegurar a implementação de qualidade de actividades das componentes comunitárias do projecto, que reflictam em benefícios reais para as crianças e suas famílias. Ele/a é responsável pela ligação e engajamento com as comunidades para compreender e implementar com sucesso as actividades do projecto.

Nível 3 – O titular do posto terá contato com crianças e / ou jovens com frequência (por exemplo, uma vez por semana ou mais) ou intensivamente (por exemplo, quatro dias em um mês ou mais), porque trabalham em programas nacionais; ou estão visitando programas nacionais; ou porque eles são responsáveis pela implementação do police checking/vetting.

Dimensões do papel: Save the Children funciona em cinco sectores programáticos e em três regiões de Moçambique com um complemento pessoal actual de aproximadamente 550 e comunica-se internamente e externamente com doadores e diferentes stakeholdres.

Responsabilidades

Geral

  • Sensibilizar as comunidades para compreenderem os mecanismos de funcionamento do projecto SBiS;
  • Cumprir escrupulosamente as políticas e procedimentos de patrocínio:
  • Participar na planificação das actividades anuais do projecto;
  • Participar da auto-avaliação anual do projecto;
  • Trabalhar com as comunidades para construirmanter, e prestar apoio às escolas;
  • Monitorar as actividades nas escolas, treinar membros da comunidade para trabalhar em prol do desenvolvimento das crianças;
  • Estabelecer uma ligação com os professores, directores das escolas primárias, conselhos da escola assim como pais e encarregados para garantir a obtenção de bons resultados na escola primária;
  • Responsável na recolha de dados para monitorar o progresso das  actividades do projecto;
  • Estabelecer uma relação com a comunidade para facilitar o seu envolvimento e apropriação das actividades do projecto, utilizando como base o “Ciclo de Acção Comunitária.”;
  • Fortalecer a consciência das comunidades sobre a importância da educação da rapariga e de saber ler e escrever como uma base para o sucesso do futuro das suas crianças na escola e na vida assim como o desenvolvimento comunitário e social;
  • Facilitar o treinamento de comités de escolas, e assegurar que os comités relevantes (por exemplo comités, conselho de escolas) comuniquem e colaborem uns com os outros para capitalizar sinergias;
  • Realizar encontros de mobilização comunitária para a criação de grupos de diálogo comunitário sobre assuntos de género, e assegurar que os pais e encarregados de educação, adolescentes, professores, líderes comunitários e religiosos, matronas, professores façam parte do grupo;
  • Facilitar as sessões de diálogo comunitário;
  • Revitalizar ou criar os comités comunitários focados nos direitos das raparigas, e em coordenação com a Especialista e Assistente de género;
  • Apoiar a especialista de género na condução de pesquisas rápidas de género aos beneficiários das sessões de diálogo, e outros estudos com base nas evidências do campo.

Acções de Desenvolvimento Comunitário 

  •  Apoiar os esforços do Conselho da Escola para mobilizar as comunidades no sentido de mandar as suas crianças especialmente a rapariga para as escolas bem como participar nas actividades que nelas ocorrem;
  • Apoiar e incentivar novas iniciativas comunitárias, por exemplo o currículo local;
  • Assegurar o suporte e participação efectiva da comunidade no processo de desenvolvimento através de mobilização social, formação e adopção das melhores práticas;
  • Apoiar os comités e os campeões de género a elaborar um mini plano de acção comunitário para enfrentar as barreiras e promover o direito das raparigas à proteção, acesso igualitário à educação e SSR;
  • Identificar as necessidades de formação e recursos para a capacitação continua dos Conselhos de Desenvolvimento Comunitário (CDC).

Acções Programáticas

  • Assegurar o apoio da comunidade na implementação das actividades do projecto SBiS;
  • Assegurar que a monitoria e avaliação das actividades tenham a participação das crianças, a comunidade e parceiros;
  • Apoiar na implementação e monitoria das intervenções na comunidade, de modo que estas sejam sensíveis ao género e alinhados com o plano de trabalho e os instrumentos existentes;
  • Em coordenação com a Especialista e Assistente de género, apoiar na organização de vários treinamentos da área para os beneficiários da comunidade, parceiros a nível do distrito, professores, gestores de escolas, etc;
  • Assegurar a entrega atempada, às comunidades e aos parceiros, de meios necessários a realização das actividades planificadas;
  • Fazer o acompanhamento e a sensibilização das comunidades para o uso sustentável dos recursos disponíveis na comunidade;
  • Promover a troca de experiência entre as crianças e comunidades beneficiárias do projecto;
  • Apoiar na identificação de casos de sucesso sobre boas práticas de género, e de outras áreas surgidas através das acções do projecto;
  • Documentar e arquivar todos os processos ligados ao projecto (fotografias, relatórios);
  • Assegurar a recolha e compilação atempada dos dado, e partilhar ao Oficial de MEAL por forma a garantir a produção de informação regular sistematizada sobre o progresso do projecto;
  • Assegurar que a recolha e partilha de informação seja de acordo com os instrumentos desenhados pelos especialistas da área.

Responsabilidades de comunicação e confidencialidade:

  • Comunicar abertamente com o supervisor, colegas e pessoal de SCIMOZ sobre qualquer assunto que não seja confidencial. Manter o sigilo em todos assuntos que estiver a tratar e que sejam confidenciais.

Responsabilidades de representação:

  • Representar a SCIMOZ junto das autoridades governamentais locais, comunitárias e não governamentais quando for necessário, e a pedido do supervisor.

Em caso de Emergência:

  • Promover os direitos da criança, contribuindo para o seu bem-estar e protecção na época das emergências, guiados pelos princípios humanitários e código de conduta;
  • Durante as emergências devera agir de forma a facilitar o processo de resposta da SCI às emergências, priorizando todas as acções sob sua responsabilidade nas áreas financeira, logística, programas e serviços;
  • Estar preparado para apoiar nas intervenções da SCIMOZ em resposta às emergências podendo-se deslocar para qualquer ponto do Pais.

Salvaguarda da Criança

  • Certifique-se de que todos os beneficiários estão recebendo informações verbais ou escritas contínuas e apropriadas em idade em idiomas relevantes sobre a Política e o Código de Conduta da Salvaguarda de Crianças para Crianças;
  • Assegurar que as actividades das crianças sejam seguras para as crianças e que todas as etapas sejam tomadas para assegurar sua participação significativa e segura.

Prestação de Contas:

  • Auto responsável por tomar decisões, por gerir recursos de forma eficiente, alcança e e modelo dos valores da Save the Children·         Responsabiliza a equipa e os parceiros para cumprir com as suas responsabilidades – dando-lhes a liberdade de executarem da melhor forma que acharem conveniente, proporcionando o desenvolvimento necessário para melhorarem o desempenho e aplicar as medidas apropriadas quando os resultados não são alcançados 

Ambição:

  • Define metas ambiciosas e desafiadoras para si (e sua equipa), assume a responsabilidade pelo seu próprio desenvolvimento pessoal e encoraja outros a fazerem o mesmo;
  • Partilha de forma ampla sua visão pessoal e da Save the Children, engaja e motiva os outros·         Orientado para o futuro, pensa estrategicamente

Colaboração:

  • Constrói e mantem relacionamentos efetivos, com sua equipa, colegas, membros e parceiros externos e apoiantes;
  • Valoriza a diversidade, e vê-a como uma fonte de força competitiva;
  • Acessível, bom ouvinte, fácil de conversar.

Criatividade:

  • Desenvolve e incentiva soluções novas e inovadoras;
  • Disposto a assumir riscos disciplinados.

Integrante:

  • Honesto, encoraja abertura e transparência.

Requisitos

Qualificações 

  • Mínimo de 12º ano de escolaridade ou equivalente;
  • Pelo menos três (3) anos de experiencia na área de educação.

Essencial

  • Possuir Carta de condução de motorizada sem cadastro e com boa capacidade na condução;
  • Experiência comprovada ou conhecimentos profundos sobre trabalhos com crianças e mobilização comunitária;
  • Experiência de trabalho com o governo local e organizações baseadas na comunidade constituem vantagem;
  • Alto sentido de responsabilidade e dedicação às suas tarefas.

Desejável

  • Excelentes habilidades interpessoais de comunicação a todos os níveis;
  • Capacidade de trabalhar sem constante supervisão;
  • Actuar com ética no exercício das suas funções;
  • Habilidade de trabalhar efectivamente e respeitosamente com as comunidades;
  • Ser um indivíduo auto-motivado e humilde no trato com as comunidades, colegas e demais pessoas que entram em contacto com a Save the Children;
  • Dinâmico, inovador e criativo;
  • Focalizado e orientado para resultados;
  • Fortes capacidade de comunicação na língua portuguesa e Emakua (falada e escrita);
  • Conhecimentos de informática na óptica do utilizador;
  • Disponibilidade para trabalhar sob pressão e com prazos rígidos;
  • Compromisso e compreensão dos objectivos do Save the Children, valores e princípios, incluindo abordagens baseadas em direitos.

Exigências

  • Curriculum Vitae;
  • Carta de Candidatura.

Nota: Os candidatos interessados e que tenham os requisitos exigidos para a vaga deverão submeter as suas candidaturas através do link abaixo. Somos um empregador de oportunidades iguais, encorajamos a candidatura de mulheres e pessoas com deficiência. A Save the Children compromete-se a garantir que todos os seus funcionários e programas sejam absolutamente seguros para as crianças. Aplicamos procedimentos rigorosos para garantir que somente os candidatos adequados para trabalhar com crianças tenham permissão para se juntar à nossa organização e todos os candidatos serão, portanto, sujeitos a este escrutínio. Somente os candidatos seleccionados serão contactados.

Aviso Legal

A Save the Children International não faz nenhum tipo de cobranças em quaisquer das fases do processo de recrutamento e não procede por via de agentes de recrutamento.

Processo de Candidatura

Validade: 01/10/2021

Local: Nampula

Níveis: Nível Médio

Regime: Tempo Inteiro

Postar um comentário

0 Comentários